O que é soropositivo?

Para muitas pessoas, esse termo pode ser confuso e assustador, mas muitas pessoas ainda não sabem o que é HIV positivo. Muitas pessoas pensam nesta palavra quando estão doentes, geralmente quando estão infectadas com HIV / AIDS, mas a definição está um pouco errada. Afinal, o que é HIV positivo?

Para muitas pessoas, esse termo pode ser confuso e assustador, mas muitas pessoas ainda não sabem o que é HIV positivo. Muitas pessoas pensam nesta palavra quando estão doentes, geralmente quando estão infectadas com HIV / AIDS, mas a definição está um pouco errada. Afinal, o que é HIV positivo?

Ter AIDS é o mesmo que ser soropositivo?

A AIDS é uma doença crônica e potencialmente fatal. Isso ocorre quando o sistema imunológico de uma pessoa infectada pelo HIV é destruído pelo vírus e, além de tornar a pessoa vulnerável a infecções oportunistas, interfere na capacidade do organismo de combater os invasores que causam a doença.

Portanto, é importante lembrar que ser soropositivo não é a mesma coisa que ter AIDS! Algumas pessoas que são HIV-positivas (o termo é usado para se referir a pessoas infectadas com o vírus HIV) não desenvolveram sintomas por muitos anos e não desenvolveram a doença.

No entanto, se não tomarem as precauções necessárias, podem transmitir o vírus a outras pessoas por meio de sexo desprotegido, compartilhamento de agulhas contaminadas ou durante a gravidez e amamentação. Lembre-se: o que é HIV positivo difere ser AIDS.

Qual é a expectativa de vida de uma pessoa soropositiva?

A expectativa de vida das pessoas soropositivas que aderiram à terapia antirretroviral em 2010 era cerca de 10 anos maior do que aquelas que recebiam o mesmo tipo de tratamento na década de 1990.

Em comparação com os resultados da década de 1990, a expectativa de vida de um paciente de 20 anos no início do tratamento é agora 9 anos a mais para as mulheres e 10 anos a mais para os homens, cerca de 70 anos.

Se eu fizer sexo com alguém que é HIV positivo, qual é a chance de me pegar?

Poucas pessoas sabem, mas em comparação com pessoas que não sabem seu status sorológico, é muito mais difícil para as pessoas soropositivas contrair o HIV. Isso porque, graças ao tratamento, a carga viral de muitas pessoas portadoras do vírus é indetectável, ou seja, existem menos de 40 cópias do vírus por mililitro de sangue. Isso não é suficiente para evitar a propagação.

Para se ter uma ideia, se uma pessoa soropositiva que não teve carga viral detectada por pelo menos um ano fizer o teste de HIV, o resultado provavelmente será negativo.

Pesquisas internacionais mostraram que pessoas HIV-positivas que receberam tratamento e sua carga viral foi suprimida por 6 meses têm 96% menos probabilidade de transmitir o vírus durante a relação sexual. Mas não é por isso que o uso de preservativo deve ser descartado! É importante se proteger o tempo todo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.