O que é Epilepsia?

É uma alteração temporária e reversível na função cerebral. Não é causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos e se manifesta como convulsões recorrentes.

Causas da Epilepsia

A causa pode ser um golpe severo na cabeça, infecção (como meningite), neurocisticercose (o “ovo órfão” no cérebro), abuso de bebidas alcoólicas, drogas, etc., que causou danos cerebrais. Às vezes, algo que acontece antes ou durante o parto. Geralmente é impossível saber a causa da epilepsia.

As convulsões podem se manifestar de diferentes maneiras:

As convulsões são a forma mais comum de pessoa e são consideradas “convulsões”. Nesse tipo de crise, a pessoa pode cair no chão, contrair os músculos de todo o corpo, morder a língua, babar, arfar e, às vezes, até urinar.

Sintomas da Epilepsia

O tipo de crise de “ausência” é denominado “desconexão”. A pessoa ficou olhando, perdendo o contato com o ambiente por alguns segundos. Devido à curta duração, os familiares e / ou professores geralmente não percebem.

Existe uma espécie de crise em que as pessoas estão “alerta”, mas são incapazes de controlar seu próprio comportamento e agir automaticamente. Durante esses movimentos automáticos inconscientes, o paciente pode mastigar, falar incompreensivelmente ou andar sem rumo. Normalmente, essa pessoa não se lembra do que aconteceu quando a crise acabou. Isso é chamado crise local complexa.

O tratamento da epilepsia é feito com medicamentos que evitam a descarga anormal do cérebro, sendo a causa raiz das convulsões.

Acredita-se que pelo menos 25% dos pacientes com epilepsia no Brasil sejam portadores em estágio mais grave, ou seja, necessitam de medicamentos para a vida toda, e a crise muitas vezes é incontrolável, por isso é adequado para intervenção cirúrgica. No Brasil, já existem centros de tratamento cirúrgico homologados pelo Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.