Hepatite medicamentosa: o que é? e qual sua ligação com o covid-19?

O tal do kit covid, que se trata e uma série de medicamentos sem eficácia comprovada para uso no tratamento contra a doença causada pelo coronavírus, como ivermectina e Hidroxicloroquina, está causando prejuízo na saúde de muita gente.

Hospitais e profissionais de saúde estão relatando uma série de casos de hepatite medicamentosa, que é uma inflamação causada no figado por causa do uso de um remédio.

O problema é tão grave que possa ser necessário recorrer a um transplante para que o paciente não venha a óbito.

O que pode causar a hepatite medicamentosa?

A ingestão de drogas em altas doses é tóxica para o corpo. A condição depende do medicamento tomado, do tempo de exposição ao medicamento, do estado de cada organismo e da idade do paciente.

Boa parte dos medicamentos que usamos é processado e metabolizado pelo figado, o uso de remédios faz o figado sair de seu trabalho normal o que prejudica o organismo.

Essa descompensação aguda do figado pode ser o responsável por graves dilemas.

Quais os sintomas da hepatite medicamentosa?

Os primeiros sinais aparecem 24 horas apos a ingestão do remédio, em alguns casos pode levar um mês para os primeiros sintomas surgirem.

Hepatite medicamentosa: o que é?
Hepatite medicamentosa: o que é?

Entre os sintomas está: confusão mental, vomito, desmaio, náusea, febre, fadiga, mal-estar, dor de cabeça, cansaço.

Com o tempo, os olhos e pele ficam amarelados, surgem sinais de icterícia. e o paciente pode entrar em coma subitamente.

Como é feito o diagnóstico pelo médico?

Por exemplo, os médicos coletam informações do histórico médico do paciente, do estado de saúde e dos medicamentos recentes. Usando informações sobre os medicamentos usados, os médicos podem avaliar a relação com os sintomas. Algumas substâncias causam reações imediatas específicas em um organismo, mas não em outros organismos.

Hepatite medicamentosa: o que é?
Hepatite medicamentosa: o que é?

Um exame de sangue é realizado para verificar a quantidade de bilirrubina biliar eliminada no sangue. Um diagnóstico completo depende da biópsia do fígado.

A hepatite medicamentosa tem tratamento?

Depende do estágio da doença. Quando o medicamento é interrompido imediatamente, a condição vai melhorar.

Atualmente, existem métodos de tratamento com medicamentos específicos, mas são poucos os casos que podem ser resolvidos. Geralmente, para casos de hepatite aguda induzida por medicamentos, o transplante de fígado é recomendado.

O fígado é um órgão vital e não podemos sobreviver sem ele. A ocorrência de síndrome hepatorrenal também pode afetar a função dos rins.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.