Exames preventivos pedidos pelo Ginecologista

Mesmo sabendo da importância do ginecologista para a realização de exames preventivos, a maioria das pessoas não gostam de ir ao consultório médico. O acompanhamento de um médico especializado é de fundamental importância para a nossa saúde.

Muitas mulheres relatam que fazer aqueles exames é muito chato e as vezes até incomodam. Só que com saúde não se brinca e é por isso que os exames preventivos são tão necessários.

Exames preventivos
Exames preventivos

Apesar de estarmos em pleno século 21, mais de 60% das mulheres não tem como hábito procurar o médico regularmente. Isso reforça as estatísticas sobre o câncer do colo de útero: essa já é a segunda maior causa de morte por câncer em mulheres. Já o câncer de mama é o que mais afeta a mulher no Brasil.

Quando adiamos a visita ao médico, o problema que poderia ser resolvido com pequenas intervenções, torna-se um caso sério que necessita de maiores recursos e tempo para ser sanado, quando tem condição de cura definitiva.

Fazer os exames preventivos é a única alternativa para evitar o risco de morte. No caso do câncer de mama, a sobrevida e a não mutilação dependem da realização da mamografia de rotina, de preferência anualmente a partir dos 40 anos. A mulher deve estar atenta à sua saúde íntima desde cedo. O ideal é que a primeira visita ao ginecologista aconteça antes mesmo do primeiro episódio da menstruação, quando a menina está caminhando para a puberdade.

A saúde ginecológica dá qualidade de vida e os encontros com o especialista devem virar um hábito que possibilitarão avaliar o estado do aparelho genital feminino, constatar a sua normalidade ou descobrir a existência de patologias.

A partir do momento que a mulher tem a primeira relação sexual, a ida ao consultório ginecológico deve ser rotineira. Alguns exames preventivos também devem passar a ser rotineiros. A mulher deve fazer exames preventivos anualmente e sempre que tiver sintomas para não atrasar o diagnóstico. Assim, caso precise de algum tratamento, o mesmo pode se tornar mais fácil, rápido e efetivo.

Exames preventivos
Exames preventivos

Na época da menopausa, as mulheres devem dedicar atenção especial ao acompanhamento ginecológico. É nesse período que os cânceres mais frequentes em mulheres tornam-se aparentes, sem falar do colesterol que se eleva e o risco cardíaco, que também começa a ser um problema.

Conheça os exames preventivos

Agora que você já entendeu que saúde ginecológica é fundamental, fique por dentro de alguns exames preventivos que certamente o seu médico irá solicitar anualmente.

Colpocitologia Oncótica

Esse exame é muito importante para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de colo uterino. Ele identifica as células alteradas pelo HPV, ou vírus do papiloma humano, que podem se transformar em lesões e consequentemente em câncer.

O procedimento é realizado no próprio consultório com auxílio de um instrumento chamado espéculo, popularmente chamado de bico de pato. Assim, pode ser feita a coleta tríplice do material: na vagina, no colo do útero e no canal endocervical. Mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual também não devem descuidar da saúde. Se a mulher passou dos 18 anos e ainda não teve relação sexual, deve coletar o Papanicolau também. Nesses casos é usado espéculo vaginal para virgem ou colhem sem espéculo, apenas com a escovinha fazendo um esfregaço da mucosa vaginal.

Esse exame é tão fundamental que é colhido inclusive se a mulher estiver grávida. Nesse período usa apenas a espátula de Ayre (espátula de madeira), pois a escovinha que colhe a amostra endocervical pode causar sangramento, o que assustaria a gestante.

Colposcopia

É a observação visual da vulva, da vagina e do colo do útero com o colposcópio, aparelho que ilumina a região e amplia de dez a 40 vezes a imagem. Esse é mais um exame preventivo feito em consultório e de extrema importância. Sua função é detectar as lesões que correspondem às alterações possivelmente encontradas no Papanicolau e biopsiá-las.

Exame pélvico

Na consulta regular, o médico também observa visualmente o colo do útero com toque e palpação dos órgãos reprodutores. Através dele é capaz de identificar possíveis anormalidades que serão descartadas ou confirmadas através de exames complementares.

Mamografia

A mamografia deve ser incluída na lista de exames preventivos quando a mulher completa 35 anos de idade, ou até mesmo antes disso, caso o médico ache necessário. Seu objetivo é estudar a estrutura da mama, já que possibilita visualizar inclusive pequenas lesões mesmo quando essas ainda não são palpáveis.

Exames preventivos
Exames preventivos

A mamografia é fundamental, pois é o melhor exame capaz de detectar o câncer de mama precocemente, possibilitando a cura em até 95% dos casos. Além disso, todas as mulheres brasileiras com 40 anos ou mais tem o direito de fazer esse exame anualmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que visa salvar vidas e diminuir a mortalidade desse câncer, que é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres e que nos últimos anos vem afetando um número cada vez maior delas e cada vez mais cedo.

Ultrassonografias

A ultrassonografia das mamas deve ser realizada apenas em casos de sintomas mamários e após os 40 anos como complementar à mamografia. Em caso de queixas sobre cólicas fortes, menstruação irregular ou alterações no Papanicolau, o médico poderá solicitar uma ultrassonografia transvaginal. Esse exame é feito através de um tubo introduzido na vagina, envolto em preservativo e lubrificante. Através dele é possível visualizar a região pélvica, útero, trompas, endométrio e os ovários.

Exames complementares

Outros exames podem ser pedidos pelo médico, de acordo com a sintomatologia e a história familiar da mulher. Normalmente, os exames de sangue são aliados para chegar a um diagnóstico ou descartar algum tipo de doença. Por isso, um check-up vai além dos exames ginecológicos. O ideal seria consultar também um clínico geral ou cardiologista para exames complementares como hemograma, glicemia, colesterol, triglicérides, ácido úrico, urina e outros que o médico julgue importante.

Mulheres com mais de 50 anos também devem se preocupar com a osteoporose. A perda de massa óssea pode ser detectada através de uma desintometria óssea. O exame deve ser repetido anualmente por aquelas pacientes que chegarem ao diagnóstico de descalcificação e bianualmente por aquelas com o quadro normal.

Exames preventivos
Exames preventivos

Aquelas mulheres que optaram pela reposição hormonal, devem agendar uma visita ao ginecologista de seis em seis meses para garantir o acompanhamento ideal ao tratamento proposto.

Outros cuidados

Além dos exames preventivos, alguns cuidados devem ser tomados pelas mulheres para evitar doenças. Usar o preservativo é uma prática que previne o câncer de colo e a infecção pelo HPV. Também é necessário procurar um médico antes de tomar anticoncepcionais, pois eles podem alterar toda a dinâmica hormonal e causar muitos problemas.

Outra sugestão é que as mulheres evitem usar calcinhas de fios sintéticos e uso de tampões vaginais com frequência. Esses procedimentos ajudam a evitar inflamações e infecções na área em questão.

Quando devo fazer o exame de mamografia ?

A partir dos quarenta anos de idade, a mulher deve fazer esse exame 1 vez por ano.

Quantas vezes por ano devo ir ao ginecologista ?

pelo menos 1 vez ao ano ou quando sentir algo diferente em seu corpo.

Como é feita a ultrassonografia transvaginal?

A mulher deita em uma maca com as pernas entreabertas e é inserido um tubo com preservativo e lubrificante na vagina.

Se gostou de nosso conteúdo, continue acompanhando o tagfit.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.