Doação de Sangue: quem doa sangue, salva uma vida!

O slogan “quem doa sangue, salva uma vida” visa incentivar a prática da doação voluntária de sangue em todo o Brasil.

Contudo, mesmo com todas as campanhas e esforços dos hemocentros do país, os estoques em quase todos os estados está muito abaixo do desejável.

Alguns estados do país estão sofrendo uma situação caótica com relação à doação de sangue.

Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!
Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!

O apelo do centro é para que as pessoas procurem informações para entender a importância de doar sangue.

“Começamos uma campanha de emergência no dia 12 de junho e ela vai se estender até nossos estoques se normalizarem. (…) Nossos estoques caíram 50%. Recebíamos, em média, 300 doações por dia. Agora elas não passam de 150.”

Marcos Araújo, assessor de comunicação do Hemorio

Mas o que causou esta queda de 50% no número de doações? Infelizmente, as campanhas de gripe e rubéola, que são tão positivas para a sociedade, é que têm causado este transtorno.

‘Quem toma vacina precisa ficar 30 dias sem doar sangue. Como as campanhas atingiram um público de 20 a 34 anos, que é o nosso maior foco, isso se refletiu nas doações’, conta Marcos.

Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!
Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!

Um outro problema é que, no caso do Hemorio, o ideal era que fossem coletadas pelo menos 500 doações por dia.

Ou seja, mesmo em um dia ‘normal’, as 300 doações ainda são insuficientes. ‘Depois de coletado, o sangue passa por um teste de aptidão sorológica.

Nesse processo, muitas bolsas são descartadas, o que diminui ainda mais o número de doações validadas’.

Dados do Ministério da Saúde mostram apenas que 1,8% das pessoas aptas para doar de fato doam sangue. ‘Os homens podem doar a cada dois meses e as mulheres a cada três, não ultrapassando quatro vezes por ano’, informa o assessor do Hemorio. ‘

As pessoas precisam entender que qualquer um pode precisar de sangue algum dia. Parentes, amigos e até o próprio doador, ninguém está livre de um acidente ou problema de saúde que precise de uma transfusão. Por isso é tão importante doar’.

Doação de sangue: um processo fácil e rápido

Os Hemocentros funcionam de 7h às 18h e não é preciso agendar um horário para doar. Também não é necessário estar em jejum, apenas não ter ingerido bebida alcóolica nas últimas 24 horas.

Gestantes, mulheres que estão amamentando, portadores de doenças infecto-contagiosas e pessoas que usem drogas não podem doar. Mas se você não se encontra em nenhuma dessas situações, basta ter entre 18 e 65 anos e mais de 50 kg, para colaborar.

Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!
Doação de sangue: quem doa sangue, salva uma vida!

Ao chegar ao Hemocentro é feita uma avaliação do estado clínico do doador para que ele seja considerado apto a doar. Os Hemocentros funcionam diariamente, inclusive nos fins de semana e feriados. No Hemorio é possível até fazer um passeio por dentro do centro, o chamado Hemotur. Basta ligar e agendar a visita, que pode ser feita em grupos de até três pessoas.

Qual é o processo de doação de sangue?

No Brasil, é possível doar de quatro formas: voluntária, vinculada – também chamada de reposição -, específica e autotransfusão. Na primeira, o indivíduo contribui com os bancos de sangue. No segundo caso, o doador tem a intenção de repor a quantidade de líquido vermelho utilizada no tratamento de um conhecido.

Qual é o peso mínimo para doar sangue?

Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização). » Pesar no mínimo 50kg. » Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).

Quanto tempo demora a doação de sangue?

O procedimento todo (cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta do sangue e lanche) dura em média 40 minutos. Veja também: O que é preciso para doar sangue? Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50kg.

E aí, já sabia sobre o funcionamento de doação de sangue?

1 comentário
  1. […] junto ao Alô Pró-Sangue informações sobre os medicamentos, exames, cirurgias e tratamentos médicos que você realizou ou […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.