Dipirona: para que serve?

A dipirona é um anti-inflamatório não esteroidal com efeito analgésico e antipirético. Foi demonstrado que ele combate a febre, dores de cabeça, dores musculares e cãibras.

Este medicamento pertence ao grupo de medicamentos de venda livre (MIP). Portanto, você pode comprá-lo em uma farmácia sem receita médica. Mesmo assim, é importante ter cuidado, como explicaremos mais adiante. O ideal é consultar um profissional de saúde.

Por que a dipirona não é usada nos EUA?

Acredita-se que essa droga seja bem tolerada e, por quase um século, diversos estudos científicos comprovaram sua segurança.

No entanto, na década de 1970, foi descoberto o risco potencial de agranulocitose, mesmo que o uso da fenilpirona estivesse associado a um grave declínio no sistema de defesa do organismo, Estados Unidos, Japão e Austrália também o proibiram.

Tal como alguns países da UE que ainda hoje são populares.

No entanto, as comunidades médica e farmacêutica acreditam que essa situação é apenas um problema de mercado, até porque muitos estudos científicos hoje mostram que esse tipo de evento é raro e depende de suscetibilidade genética, altas doses ou exposição a negócios inacabados.

A explicação é de Fernanda Cristina Ostrowski Sales, professora, farmacêutica e bioquímica da Faculdade de Medicina, Farmácia e Odontologia da PUC-PR.

É importante lembrar que a prevenção dessas reações adversas não depende apenas do governo, indústria, médicos e farmacêuticos.

Também é responsabilidade da pessoa que toma o medicamento fazer uso racional do medicamento, ou seja, usá-lo corretamente, na dosagem correta e por tempo suficiente – neste caso, a pessoa comum.

Esta diretriz vem da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Tipos de dipirona

A dipirona é administrada por via oral, em comprimidos ou gotas. “Existe também uma versão injetável, mas esta é para uso hospitalar.

Alguns dos nomes comerciais dessa medicação são:
• Novalgina
• Anador
• Magnopyrol

Há também as versões genéricas.

Formas de consumir a dipirona

Gotas – solução oral – 500mg / ml xarope – solução oral – 50mg / ml comprimido – (ordinário ou efervescente) 500 ou 1000mg supositório – 300mg injeção – geralmente usado apenas em hospitais.

É importante seguir a posologia indicada pelo fabricante, médico, farmacêutico ou dentista, e sempre iniciar o uso do medicamento na menor dose disponível, deixando doses maiores para situações mais graves.

Algumas drogas associam o fenimidox a outras drogas, como a prometazina [Lysador]. Essa combinação deixa você sonolento. Se o objetivo é controlar a dor e a febre, é melhor usar apenas fenpirona.

Quanto tempo demora para fazer efeito?

Leva de 30 a 60 minutos para que a droga comece a aliviar os sintomas que mencionamos anteriormente. A forma líquida eventualmente será mais rápida.

Possíveis efeitos colaterais

A dipirona às vezes reduz ligeiramente a pressão arterial. Este não é um problema para a maioria das pessoas, mas aquelas que tiveram uma crise de queda de pressão arterial podem sofrer mais ao recebê-lo. Receba atenção redobrada e converse com os profissionais de saúde, principalmente nessas situações.

Dipirona: para que serve?
Dipirona: para que serve?

Podem ocorrer problemas hematológicos e renais, mas são raros. Desde que seja usado corretamente, o risco é muito baixo. É por isso que é importante não usá-lo à vontade.

Em outras palavras, a maior ameaça é o uso regular ou em altas doses. Se houver recorrência de febre, dor ou outros sintomas, consulte um médico. Até porque, neste caso, a dipirona ou outras drogas podem mascarar doenças mais graves.

O que acontece se ocorre uma superdosagem?

Se ingerido em grandes quantidades, podem ocorrer náuseas, vômitos, dor abdominal, insuficiência renal, tontura, sonolência, queda repentina da pressão arterial e arritmia.

Quais são as contraindicações da dipirona

Crianças com menos de 3 meses de idade e com peso inferior a 5 kg não devem tomar dipirona porque afeta a pressão arterial.

Além disso, devido ao risco de malformações fetais, o medicamento não é adequado para mulheres grávidas no primeiro trimestre da gravidez. E os dos outros três meses só podem usá-lo sob supervisão médica.

Dipirona: para que serve?
Dipirona: para que serve?

Pacientes com doenças do fígado ou da medula óssea, ou alérgicos a dipirona, ou da lista do pirazolonas, fecham as contra-indicações.

Não beba álcool enquanto toma remédios. Nesse caso, o impacto negativo da bebida pode ser potencializado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.