Dieta com restrição a açúcares: como fazer?

Observe os benefícios de reduzir a ingestão de açúcar e descubra a ingestão recomendada para esse alimento. Você já pensou em passar alguns dias ou meses comendo muito pouco açúcar? Para algumas pessoas, isso pode parecer um pesadelo, mas a verdade é que reduzir a ingestão desse ingrediente traz muitos benefícios à saúde. Em 2015, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu recomendações para reduzir a ingestão de açúcar para que adultos e crianças possam ter uma vida mais saudável e prevenir doenças.

De acordo com os regulamentos da agência das Nações Unidas, o conteúdo de açúcares-monossacarídeos livres (como glicose e frutose) e dissacarídeos (como sacarose) não deve exceder 10% do consumo diário de energia de uma pessoa. Outros dados fornecidos pela OMS na mesma ocasião também apontaram que uma redução para menos de 5% – equivalente a 6 colheres ou 25 gramas por dia – traz maiores benefícios à saúde.

Para a nutricionista Maria Clara Pinheiro, não existe uma ingestão ideal de açúcar. “É melhor consumir carboidratos em alimentos como frutas, vegetais, grãos inteiros e grãos”, disse ele. Segundo ela, para pessoas com diabetes, obesidade, pessoas que precisam perder peso e pessoas com resistência à insulina, mesmo que a glicemia esteja normal, não precisam ingerir açúcar. “Também é recomendado que mulheres com ovários policísticos não consumam açúcar. Segundo as recomendações da Academia Brasileira de Pediatria, crianças menores de 2 anos não devem consumir açúcar”, afirmou.

Benefícios e riscos de uma dieta com restrição a açúcares

Você sabia que ninguém precisa de uma forma simples de açúcar (sacarose) para sobreviver? Segundo Maria Clara, o que existe é o prazer de comer doces. “Mas em termos de nutrição e fisiologia, o ser humano não precisa consumir açúcar (de forma simples). Quem não come açúcar não tem riscos para a saúde.

É possível obter energia dos carboidratos sem consumir açúcar”, defendeu. Segundo Maria Clara, para as pessoas que sofrem das doenças acima, reduzir a ingestão de carboidratos é muito benéfico para o controle das doenças. “No entanto, não é necessário excluir totalmente os carboidratos, pois isso deve ser feito no contexto do consumo de açúcar”, defendeu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.