Dermatite em Bebê

Aprenda sobre a dermatite, ou eczema, e quais os cuidados para prevenção

A Dermatite é uma doença de pele que provoca vermelhidão, coceira e até bolhas, começa a surgir com erupção cutânea e descamação da pele, mas ainda bem que não é transmitida por contato humano e nem por objetos pessoais de uso diário. 

Dermatite em bebê
Aprenda sobre os tipos de dermatite e como prevenir

Essa doença de pele pode ser acometida em qualquer idade,desde os bebês até as crianças (principalmente entre os dois a cinco anos de idade) e adultos. Existem algumas variáveis, a mais comum é a Dermatite Atópica, também conhecida como Eczema Atópico.

 Vamos conhecer um pouco mais sobre a Dermatite, em especial como ocorre, os sintomas, os tipos e como ajudar e tratar em casos em crianças e bebês que estejam com a doença. 

Quais os tipos de Dermatite?

Existem sete tipos de variáveis da Dermatite, com as mesmas características de vermelhidão da pele, coceira ao redor do local, erupções cutâneas, descamação da pele e bolhas que geralmente concentram líquido em seu interior. 

São classificadas por critérios clínicos, e os dois tipos mais comuns são a Dermatite Atópica e a Dermatite de Contato (essa que pode ser adquirida através de  reação alérgica). Vamos aprender um pouco mais sobre cada uma delas, até para ajudar a identificar.

Dermatite Atópica

Também conhecida como Eczema Atópico, esse Dermatite é a mais comum, e é definida como doença crônica de pele. Os locais em que mais se apresenta são nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos, que começa com erupções que coçam e formam crostas.

Para o tratamento desta doença é necessário procurar dermatologista, que indicará pomadas ou cremes corticóides, que ajudará na infecção e cicatrização. 

Dermatite de Contato  

Assim que identificado o motivo da causa é bem fácil de ser evitada, pois essa dermatite é causada pelo contato da pele sensível a determinados componentes que normalmente gera irritação, ou ao qual se é alérgico. Não é transmissível ou capaz de matar, apesar de muito incômoda.

O tratamento dessa doença deve ser realizado por dermatologista, para identificar a gravidade do caso e indicar pomadas e cremes corticoides com receitamento preciso. 

Dermatite Perioral

Apesar da raridade, é mais comum em mulheres entre os 20 a 45 anos de idade, aparece como manchas arredondadas vermelhas ao redor da boca. Alguns tipos de sabonetes, cosméticos e até cremes dental podem provocar maior irritação, assim como as pomadas com corticoides (que normalmente devem ser evitadas no rosto como prevenção). 

Para o tratamento dessa Dermatite, deve-se procurar o dermatologista, que irá suspender o uso de corticoides, sabonetes e cosméticos que provoquem irritação, verificar a gravidade e em alguns casos indicar antibióticos via oral, principalmente quando não responde ao tratamento com cremes específicos.

Dermatite Ocre

Essa dermatite tem como principal causa a insuficiência venosa, aparece em pacientes com grau de gravidade de insuficiência crônica, como varizes. Hipertensões nas veias que causam extravasamento de sangue para a pele. 

O tratamento mais específico começa com a correção da circulação sanguínea, que impede a progressão da dermatite, como uma cirurgia vascular de remoção de varizes. Todo esse procedimento deve ser realizado e acompanhado em ambiente clínico.

Dermatite Seborreica

Essa dermatite é considerada uma doença crônica, devido a frequência e recorrência do surgimento. É acometida principalmente em homens, e de fácil surgimento nos bebês lactentes nos primeiros meses de vida.

Ocorre na face e couro cabeludo, regiões da pele ricas em glândulas sebáceas, o que pode confundir com a caspa. Mas os flocos secos de pele são mais severos, com escamas brancas ou amareladas com maior oleosidade que as da caspa, além das regiões vermelhas inflamadas no couro cabeludo. 

O tratamento é sempre bom ser feito com acompanhamento médico, com xampus especificamente indicados, também prevenindo e evitando o uso de spray, gel ou pomada para o cabelo, evitando inclusive uso de chapéu ou boné. Alterar e eliminar alguns hábitos como má alimentação, tabagismo e consumo de bebida alcoólica ajudam, assim como não tomar banho quente, enxugar-se bem antes de se vestir e utilizar roupas que não retenham o suor. O controle do estresse e ansiedade são também ótimos indicativos. 

Dermatite Numular

Doença bem comum de surgir durante o inverno, afeta mais pessoas de meia idade e idosos, que surge acompanhada de pele seca, provoca coceiras e manchas em forma de moeda devido a inflamação, com bolhas minúsculas, crostas e escamas de pele. 

Uma dermatite normalmente relacionada a ressecamento da pele, influenciada por banhos quentes, clima frio ou quente em excesso, ou contato com produto que cause irritação, como detergentes e tecidos. 

O tratamento caseiro indicado é evitar os banhos quentes e beber muita água para manter a pele hidratada, mas procure sempre o dermatologista, que pode indicar tratamento via oral ou com pomada contendo corticoide ou antibióticos.  

Dermatite Herpetiforme

Causada pela intolerância ao glúten, fazendo com que o sistema imunológico ataque a pele. É uma doença autoimune, que provoca aglomerado de bolhas avermelhadas e edemas semelhantes à urticárias, que causam sensação de queimação e coceira. Ocorre em adultos jovens mais comumente, mas também em idosos e crianças.

Existem medicamentos para tratamento dessa dermatite, como dapsona e sulfapiridina, mas a melhor indicação para prevenção é regular a alimentação com dieta sem glúten, presente em produtos de trigo, centeio e cevada.

Prevenção da Dermatite

Cada tipo de dermatite tem sua própria forma de tratamento, contudo existem cuidados diários que podem ser tomados para evitar essa doença de pele, principalmente se apresentar alguma irritação. Essas dicas de prevenção servem para todas as idades, inclusive para o bebê, veja-as:

  • Banho – Evite demorar no banho, limite-se entre 5 a no máximo 10 minutos, e também banhos quentes, pode até ser morno;
  • Produtos de limpeza e Sabonetes – Use produtos de limpeza sem perfume e sabonetes neutros, evite aqueles que ressecam a pele.
  • Secar o corpo – Após o banho procure secar suavemente toda a pele e evite roupas que acumulam o suor.
  • Hidrate a pele – O melhor momento para utilizar creme, óleo ou hidratante é com corpo úmido após banho, e procure sempre utilizar produtos seguros, eficazes e preferencialmente sem cheiro.

Procure sempre especialista em caso de qualquer doença de pele, tente identificar o agente causador e mantenha-se atualizado em nosso site. Aprenda mais sobre cuidados com a saúde na Tag Fit!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.