Afta em Bebê

Informações e dicas sobre afta e como cuidar quando em bebês.

Vamos falar um pouco sobre as aftas em bebê, essas que são feridas desenvolvidas no interior da boca, com vermelhidão ao redor e amarelado no centro, que causa sensações dolorosas (principalmente com o toque dos alimentos), e podem aparecer na língua, céu da boca, gengiva e até na garganta.

como cuidar de afta em bebê
Afta em bebê

Normalmente a afta pode ser desenvolvida através de algum efeito físico que provocou trauma, como mordida acidental da bochecha ou algo que possa ter causado corte dentro da região da boca. Além disso, pode surgir através de alguns medicamentos, situações de estresse, problemas gástricos como acidez do estômago.

A afta em bebê pode ser provocada por baixa imunidade, problema viral ou estomacal, com tratamentos indicados para cada caso, mas relacionados à alimentação, já que serve como alerta que algo pode estar errado, provavelmente com seu estômago. 

Alguns inconvenientes podem ser causados ao bebê pela afta, por causa da dor a amamentação pode se tornar um experiência ruim, com alimentos a serem evitados para não agravar. Vejamos como agir com esse problema.

Como surgi a afta em bebês?

Não há tratamento específico para as aftas, já que normalmente surge ficando em média de 1 semana até desaparecer naturalmente. Contudo, se o problema estiver ligado ao problema de acidez estomacal o ideal é procurar aconselhamento médico especializado.

Mas existem formas de ajudar a amenizar o transtorno da dor que as aftas causam, que tem maior intensidade ao contato com alguns tipos de alimentos, como salgados, quando quentes, com chocolate, os alimentos ácidos (como frutas cítricas) e condimentos. Inclusive, os alimentos ácidos (abacaxi, limão, laranja,…) ajudam no surgimento de novas aftas. 

Então que o bebê que ainda amamenta e está com afta deve ter atenção, primeiro que devido o ato ter se tornado doloroso irá tentar evitar, mas insista em manter os horários regulares. Mantenha-o hidratado e alimentado de forma regular.

Existem 3 formas de aftas que podem surgir em bebês e crianças:

  1. Estomatite Aftosa Menor, que são as mais comuns em grande parte da população e normalmente desaparecem em menos de uma semana sem deixar cicatriz
  2. Estomatite Aftosa Maior, são as menos comuns e costumam durar até 2 semanas para desaparecerem, que causam muita dificuldade para alimentação e dor intensa.
  3. A Estomatite Aftosa Herpetiforme é o tipo mais incomum e aparece normalmente com pequeno aglomerado de aftas que podem virar lesões. Seu período pode durar mais de uma semana e são extremamente dolorosas.

Independente do tipo de afta que possa estar acometendo na boca de sua criança, o melhor é orientação médica e cuidados com a higiene bucal. 

O que é indicado para aftas?

A melhor prevenção contra as aftas é a higiene bucal com regularidade, evitando proliferação das bactérias que podem gerar infecção caso venha a adquirir. Especialistas podem receitar pomadas e outros medicamentos com efeitos anti sépticos, antiinflamatórios e cicatrizantes de acordo com paciente.

Uma maneira bem comum de tratamento caseiro da afta é o bochecho de água morna com sal, que ajuda a limpar a afta e a combater uma possível infecção (um copo americano para cada colher de chá cheia com o sal). O Bicarbonato de Sódio pode ser utilizado para o bochecho com a água morna também, sendo até mais indicado no combate à afta.

O contato do sal ou Bicarbonato de Sódio diretamente com a afta não é indicado devido a dolorosa sensação que pode provocar, sem contar a possível irritação pela sensibilidade do local.

O que é indicado para aftas em bebês?

A dolorosa sensação que a afta provoca na boca incomoda bastante quando o alimento toca na mesma. O bebê em fase de amamentação que tenha esse inconveniente irá ter problemas e causar uma certa aflição a sua mãe, que precisa ter alguns cuidados. Seguem algumas dicas de como combater a afta em bebê:

  • Os  remédios mais utilizados são o Ibuprofeno e Paracetamol devido aos efeitos analgésicos, que aliviam a dor, a inflamação e o desconforto do bebê. O médico precisa ser consultado para indicação do medicamento pelo peso.
  • Não cessar a amamentação, insistir. E se o bebê já se alimenta com sólidos, ajuda uma dieta líquida para evitar a dor ao bater na afta.
  • Se quiser limpar a afta do bebê com sal ou bicarbonato, dilua na água, onde encharca algodão de cotonete que utilizará (mas se prepare para o choro).
  • Afta acompanhada de mau hálito são sintomas de Estomatite, se persistem surgimento das mesmas procurar um médico pediatra ou especialista. 

Mantenha-se sempre informado sobre os cuidados necessários para seus filhos em todas as fases e idade com nossos conteúdos TagFit desta arte de amor chamada Maternidade!

1 comentário
  1. […] tente identificar o agente causador e mantenha-se atualizado em nosso site. Aprenda mais sobre cuidados com a saúde na Tag […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.