8 dietas que são muito perigosas

A fórmula mágica para perda de peso sem muito sacrifício parece ser tudo o que os pacientes que entram no consultório do nutricionista desejam, e aqui medidas e dietas extremas são tomadas na esperança de perder quilos extras.

“Qualquer dieta que restrinja grandes grupos de alimentos no longo prazo pode ser prejudicial”, diz ele.

Alguns tratamentos que se prolongam por um longo período de tempo podem danificar cabelos, unhas, pele e, claro, órgãos internos, e podem levar a atividades diárias. Sem falar nas que podem ter o efeito contrário, dificultando a perda de peso.

A nutricionista Rosane França concorda e diz que o perigo também pode estar na falta de orientação nutricional. “Quando você abre um depósito, está seguindo as orientações de alguém que não é você, você não tem problemas, não está tomando os remédios que está tomando, o que pode levar a consequências graves”, acrescenta.

Dieta da Papinha de Bebê

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

A comida para bebês contém todos os nutrientes necessários. Bem? Errado. Segundo Claudia Coelho, a dieta infantil adotada por várias celebridades, como a atriz Jennifer Aniston, não é adequada para adultos por não conter todos os elementos necessários à saúde.

Neste modo, você pode comer 14 potes de comida pronta para bebês e um jantar leve diariamente (apenas salada grelhada). “Mas a comida para bebês é projetada para atender às necessidades nutricionais das crianças e seria necessário aumentar a quantidade consumida para atender às recomendações diárias, o que também aumentaria as calorias”, afirma.

Dieta dos Líquidos

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

Assim como a comida para bebês, sopas e outras dietas pastosas, a dieta líquida é outra tentativa perigosa para perder peso, diz a nutricionista Rosane França. Nesse caso, além da falta de nutrientes, existe o perigo do efeito contrário que pode causar. “Líquidos e alimentos pastosos ou cozidos demais são digeridos mais rápido, fazendo com que o estômago se esvazie e seja absorvido mais rapidamente, deixando você com fome”, diz ela.

Assim, em vez de perder peso, uma pessoa pode ganhar peso consumindo ainda mais calorias, porque sua quantidade não é muito controlada neste tipo de regime.

Dieta das Proteínas

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

Para quem tem problemas de fígado, rins, colesterol ou ácido úrico, a dieta das proteínas é pouco aconselhável, já que tem foco principal no consumo de alimentos de origem animal e no corte de carboidratos. “Ela gera muitos resíduos metabólicos, além de ser pobre de vitaminas e sais minerais”, afirma Rosane.

Outro problema causado por esse tipo de alimentação é a queima de massa magra e não de massa gorda, já que, na falta de energia fornecida por comidas como arroz e feijão, o corpo queimará mais músculos e menos gordura.

Dieta do Chá Verde

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

A composição do chá verde faz com que ele seja uma boa arma a favor do emagrecimento, já que possui cafeína e outros elementos que ajudam na queima mais rápida de calorias.

No entanto, de acordo com a nutricionista Claudia Coelho, a dieta do chá-verde pode ser prejudicial, pois incentiva o consumo em demasia da bebida. A principal consequência desse excesso são as hepatopatias, ou seja, as doenças ligadas ao fígado, mas ele também pode causar dores de estômago, insônia e irritabilidade.

Dieta Detox

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

Depois de um final de semana de abusos gastronômicos, a dieta detox, ou desintoxicante, é uma saída para quem quer eliminar as toxinas e o excesso de peso. A proposta desse regime é de eliminar gorduras, corantes, conservantes e todos os elementos usados nos produtos industrializados que ficam retidos no corpo.

Por isso, a Detox tem foco em alimentos naturais, orgânicos, com pouca gordura e muitas fibras. “Nenhum alimento industrializado é permitido e, por ser pobre em proteínas, só deve ser feita com orientação de nutricionista que vai orientar a duração e o processo”, afirma Rosane. Se não houver acompanhamento, a falta de proteínas por um tempo prolongado pode acarretar apatia, queda da imunidade e insuficiência hepática.

Dieta dos Pontos

Se seguida de maneira adequada, a Dieta dos Pontos pode ser uma estratégia eficaz para perder peso, sem sofrer demais, já que os doces não são totalmente cortados. No lugar de contar calorias, entra a contagem de pontos, que são atribuídos a cada alimento sem distinção de tipo. “Homens e mulheres podem consumir números diferentes de pontos, mas essa dieta não orienta as escolhas saudáveis, ou seja, se uma pessoa quiser passar o dia comendo bala, e ela vai continuar dentro da dieta”, diz a nutricionista Rosane França. É aí que mora o perigo. Se não houver um controle, a pessoa pode até conseguir emagrecer, mas terá sérias deficiências nutricionais.

Dieta do Limão

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

Também conhecida como dieta Master Cleanse, a dieta do limão é uma variação da detox, que consiste, basicamente, no consumo de um líquido feito com suco de limão, água, xarope de bordo, pimenta caiena e, se desejar, melado ou caldo de cana. Esse suco precisa ser ingerido durante cerca de 10 dias e não é permitido consumir nenhum outro alimento. Apesar de parecer fora da realidade, a cantora Beyoncé chegou a cumprir esse regime para emagrecer, mas o método é altamente criticado por nutricionistas.

Entre os problemas de saúde causados pela falta de nutrientes, está tontura, fraqueza, diarreia, náuseas, constipação, perda de massa muscular e consequente queda no metabolismo. O emagrecimento também não teria efeito muito duradouro, segundo a nutricionista Claudia Coelho. “O peso perdido será por conta da falta de nutrientes. Quando a pessoa voltar a comer, voltará ao peso anterior”, diz.

Dieta do Vinagre

8 dietas que são muito perigosas
8 dietas que são muito perigosas

A dieta do vinagre promete uma perda de até cinco quilos em um mês. O método consiste em tomar de duas a três colheres por dia, antes das refeições, com a finalidade de controlar o apetite, alterar o metabolismo e reduzir a produção de insulina. No entanto, Claudia Coelho afirma que isso não passa de mito e que o excesso de vinagre na alimentação pode ocasionar irritações estomacais e até úlcera.

Obrigado por ler até aqui, espero que tenha curtido a lista. Veja mais das nossas matérias nesse link.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.